• VALMIRIA DUATE

Amor Perdido


Ao meu redor só enxergava maldade. Guerras que consumiam vidas, destruíam sonhos, enterravam esperanças. Lutas que mal sabia onde haviam começado, mas por tamanho ódio e desprezo que geravam, pareciam não ter fim. Preconceitos que disseminavam desrespeito e pavor. Pessoas diminuídas. Pessoas diminuindo. Opressores. Opressão.

Em meu desespero sai à procura de solução, onde estaria o amor pregado por aquele que morrera na cruz, onde estaria a esperança que tal amor nos concebia, perdemos o coração em meio a tanto ódio?

Pensei naquele mundo distante em que um jovem príncipe encontrou em sua rosa a representação do amor. Incansavelmente busquei em lindos buquês presentes em tantas comemorações, busquei na moça que o lançava de costas na porta de uma igreja, busquei em cada uma das mulheres que avidamente o desejava, busquei em cada presente, em cada homenagem, mas nada encontrei. Pensando estar no caminho errado o procurei nos momentos de despedidas, nas lágrimas daqueles que, com flores na mão, faziam reverência a vida que partia, mas ali ele também não estava. As gélidas flores nada me falavam.

Cogitei poder encontra-lo nas palavras, naquelas que nos emocionam e nos fazem chorar, aquelas que nos convence de tantas verdades que nos circundam, as palavras que contam histórias, que vivem histórias e que criam as mais lindas e comoventes histórias. Em uma tentativa desenfreada eu novamente saí a sua procura, busquei-o nas declarações, conversas informais, juras eternas, promessas de ajuda, ouvi impressionantes discursos, tantas confissões e vários améns, mas as palavras vazias em nada lembravam o amor.

Desalentada parei, nada poderia salvar o mundo. A fantasia me fez acreditar em um amor que se provara a mim inexistente. Angustiada, chorei! O mundo comigo chorou, por todo amor que não recebi, pelo amor que nunca encontrei. As lágrimas, que molhavam meu rosto, regaram a minha alma e elucidaram meu ser. O amor, tesouro que tanto busco, só poderia estar em um lugar. Olhei para dentro de mim e então o reconheci.

30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo